Vinho barato é vinho ruim?

vinos buenos bonitos y baratos

Vino barato es vino malo?

Is cheap wine equal to bad wine?


Não! 😈

Não devemos confundir os conceitos. Barato não é o mesmo que “ruim” e caro não é necessariamente “bom”. Aliás em “O que é vinos sin protocolo” defendo que não existe vinho ruim … Mas essa já é outra discussão.

O que vale a pena explicar é que os vinhos de menor preço costumam ser vinhos mais simples. O que é um vinho simples? É um vinho jovem, frutado e geralmente “sem madeira”, ou seja, sem envelhecimento em barril. São vinhos que são fáceis de tomar, são os vinhos “de todo dia”. Impossível não gostar de um vinho simples.

A madeira (os barris), é um dos fatores que mais encarecem um vinho. Seu formato tradicional (ao redor de 200l) não representa um volume significativo quando estamos falando de produção em escala. Muitos barris são necessários para produzir um volume considerável e cada um desses barris representa um investimento não menor. Vocês podem entender que um vinho que tenha sido envelhecido em madeira terá um preço mais alto que vinhos guardados em tanques inoxidáveis.

Um vinho com madeira é melhor que um vinho sem madeira? Não necessariamente. A influência do carvalho pode ser tanta que pode tapar a fruta e isso não é legal. Para citar um exemplo…

Outro fator relevante é a variedade. Não é a toa que variedades como Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay dominam os corredores do supermercado. São variedades que se adaptam bem a uma certa diversidade de climas e seu cultivo não é coisa de outro mundo e não exigem técnicas de vinificação muito loucas. Diferente do Pinot Noir que é uma chatice. Difícil no campo, difícil na adega. Uma uva que é sensível a tudo e que exige técnicas muito específicas na hora de vinificar. Tudo isso implica um outro nível de gasto em produção.

Mas então a Pinot Noir é melhor que a Chardonnay? Nada a ver. Só é mais cara.

Outros fatores que podem afetar o preço do vinho são: tipo de cultivo (sendo o tradicional mais barato que o orgânico), a mecanização (colheita mecânica é mais barata que a colheita manual) rendimento da plata (quanto maior o rendimento, menor o custo por litro de vinho).

Então um vinho com colheita mecânica é pior que um vinho feito com uvas colhidas manualmente? Não. Importa muito mais o que você decide fazer com essa uvas mais de como ela foi colhida.

Eu poderia seguir enumerando fatores eternamente. Mas a minha intenção não é fazer uma análise da cadeia produtiva, e sim mostrar que são muitos os fatores que encarecem a produção do vinho e que não necessariamente impactam a sua qualidade. A qualidade do vinho é ditada pelas escolhas feitas pelos agrônomos e pelos enólogos durante a produção, está ditada pela qualidade da uva e como ela foi trabalhada mais que pelos recursos que estão disponíveis para transformá-la em vinho.

E ai? Já vai procurar um vinho baratinho para provar?

Published by Clarissa Toledo

Brasileña redisente en Chile- Publicista con 14 años de experiencia, 7 años en comunciación digital - WSET 3 en Vinos - Web Manager de Viña Cono Sur

2 thoughts on “Vinho barato é vinho ruim?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Get started
%d bloggers like this: